Banif encerra balcão de Évora

banifDepois das agências de Elvas, Portalegre e Montemor-o-Novo em Maio deste ano, o Banco Banif vai agora encerrar a dependência de Évora.

O Banif reduziu o seu quadro de pessoal em 226 funcionários e encerrou 44 balcões durante os primeiros nove meses do ano, e prevê fechar mais 28 agências até ao final de 2014 entre elas a de Évora.

Em meados de março, o Banif tinha anunciado que ia avançar com um programa de rescisões amigáveis, abrangendo até 300 colaboradores e o encerramento de 60 agências em Portugal durante o presente ano.

As contas dos clientes de Évora irão passar agora para a agência de Setúbal.

Enquadra-se na estratégia do Banif que quer antecipar o processo de reestruturação e até ao final do ano pretende ficar com 226 balcões e 2000 colaboradores. Em 2012, tinha 346 balcões e 2900 colaboradores.

Para este programa de emagrecimento estão destinados 12 milhões de euros, sendo que o Banif estima que os cortes agora anunciados representam uma poupança de 15 milhões de euros por ano.

A antecipação de dois anos nos objetivos definidos pelo banco até 2016 justifica-se pela tentativa de tornar o banco mais rentável, de forma a tornar a atrair novos investidores, referiu fonte do Banif. Entretanto mantém-se a polémica com a possibilidade da entrada como investidor de uma alegada empresa ligada ao regime da Guiné Equatorial.