APRESENTAÇÃO OFICIAL DO FIKE 2014 NO ÉBORA CAFÉ EM ÉVORA

apresentacao_fike_evora

Foi apresentado no dia 14 de Outubro, em Lisboa, a apresentação do FIKE 2014.

Já em Évora, simultaneamente com a inauguração da exposição do artista plástico Júlio Quirino, “Fellini Reloaded”, uma série de desenhos e pinturas que têm como ponto de partida alguns filmes de Federico Fellini, foi no Ébora Café, a apresentação da 12ª edição FIKE – Festival Internacional de Curtas-metragens, que se vai realizar de 21 a 25 de Outubro em Évora e Beja.

João Paulo Macedo, director do FIKE, começou por afirmar que a edição deste ano, “marcará, de facto, um momento de viragem importante no festival”. A realização simultânea em duas cidades, alargando a oferta e a implantação regional, “permitirá aos públicos de Évora e Beja o contacto directo com as obras e os criadores presentes no Festival”. Para o ano, o FIKE será alargado à cidade de Portalegre, anunciou ainda o director do festival. João Paulo Macedo, reforçou uma vez mais, a homenagem do FIKE deste ano, à produtora norte-americana Patricia Casey  – primeira produtora dos Monty Python – And Now for Something Completely Different (1971), filme que será apresentado no Festival,  e que, proferirá também uma Master Class sobre Produção Independente no dia 25 de Outubro.

Por seu lado, Eduardo Luciano, Vereador da Cultura do Município de Évora, no seu breve improviso, louvou todo o trabalho desenvolvido pela equipa que produz e desenvolve o FIKE, a sua importância cultural e socioeconómica para a região, prevendo o seu crescimento regional, uma maior notoriedade nacional e internacional, facilitando também a promoção de marcas e produtos da região alentejana, pelo facto, destacou a importância e o envolvimento dos patrocinadores, marcas e empresários sedeados na região.

Este ano, inscreveram-se para a pré-selecção no festival, 1004 filmes, originários de 44 países, de entre os quais foram seleccionados cerca de 40 filmes.  As sessões serão no Teatro Pax Júlia e no Auditório da Universidade de Évora ao longo dos 5 dias do Festival, em sessões que terão lugar às 21h30, e que constituem a Competição Internacional do Festival.  O Júri Oficial do FIKE integrará este ano, a jornalista belga Nancy Denney-Phelps, o realizador português Manuel Mozos, o realizador e professor de animação e ilustração sérvio Rastko Ciric, e ainda, os portugueses Rui Simões, realizador e o autor, humorista e apresentador de TV, Luís Filipe Borges. Este ano, pela primeira vez, será atribuído o Prémio Comendador Rui Nabeiro à melhor curta-metragem portuguesa, prémio pecuniário no valor de 750 Euros.

O prémio para o melhor documentário será votado pelo Júri Estação Imagem, composto por Cláudia Alves (documentarista), Pedro Letria (autor e fotógrafo) e pelo realizador TV, Miguel Braga. O Prémio D. Quixote será atribuído pelo Júri da IFFS- International Federation of Film Societies, este ano constituído por Sylwia Hamerska, jornalista e cineclubista polaca, pelo alemão Thomas Penner, cineclubista e técnico de VFX e por Denise Cunha Silva, cineclubista e produtora de festivais de cinema (Portugal). Como habitualmente, será atribuído ainda o Prémio do Público, cujos jurados serão todos os espectadores presentes nas salas de Évora e Beja.

 O FIKE – Festival Internacional de Curtas-metragens 2014, é promovido pela Sociedade de Instrução e Recreio Joaquim António de Aguiar, pelo Cine Clube da Universidade de Évora em parceria com a Estação Imagem e Associação Lendias d’Encantar e conta com o apoio do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) e da Direção Regional de Cultura do Alentejo / Governo de Portugal, dos Municípios de Beja e Évora e  da Universidade de Évora.