Estabelecimento Prisional de Elvas sobrelotado

PrisaoElvas

O Estabelecimento Prisional de Elvas está sobrelotado: o espaço tem capacidade para 54 reclusos e, no seu interior, estão 76.

Ana Rosa Reis, diretora do Estabelecimento Prisional de Elvas, garante que apesar do excesso de reclusos “não há tensão nem conflitos”. “Ainda não se nota, realmente, a falta de espaço vital, onde possam desenvolver, onde possam estar e nota-se que estão muito tranquilos”, acrescenta. “Temos um estabelecimento que não é o ideal, é o possível”, remata.

Sobre este assunto, Rui de Sá Gomes, diretor-geral de Reinserção e Serviços Prisionais, refere que “está a ser feito um aumento de capacidade do próprio sistema, com a remodelação e a ampliação de vários espaços prisionais”, sendo que, para Elvas, não está “nada previsto”. Rui de Sá Gomes reconhece que a “sobrelotação é um problema”, apesar de alegar “que o mais importante é o que se faz dentro de cada estabelecimento; como é que ele, apesar da sobrelotação, dá formação aos homens e mulheres”.