Árbitros da AFE descontentes com cortes de prémios ameaçam com greve

arbitroA menos de um mês do início dos campeonatos da Associação de Futebol de Évora (AFE), os árbitros ameaçam entrar em greve, devido ao corte de prémios e deslocações.

O protesto dos árbitros prende-se com o corte de prémios e deslocações efetuado pela AFE. A Associação de Futebol de Évora só quer pagar deslocações até uma distância de 130 quilómetros. Os árbitros, por seu lado, defendem o pagamento de 0,30 €/km, independentemente da distância percorrida.

O descontentamento é generalizado nos diferentes núcleos do distrito.