Autarquia de Mora interpõe providência cautelar contra encerramento da Escola de Brotas

escolas_primariasA autarquia de Mora vai avançar com uma providência cautelar para tentar impedir o encerramento da Escola do 1.º Ciclo do Ensino Básico de Brotas.

Esta é umas 311 escolas cujo encerramento foi anunciado pela DGEstE – Direção Geral dos Estabelecimentos de Ensino e que deverá efetivar-se já no próximo ano letivo.

Luís Simão presidente da câmara municipal de Mora justifica a interposição desta providência cautelar com a apresentação de pressupostos falaciosos por parte do Ministério para o encerramento da escola.

O autarca acusa a existência de dois pesos e duas medidas e considera que há escolas com menos condições e que vão continuar em funcionamento.

Recorde-se que, em declarações anteriores à RNA o autarca já havia confidenciado que a autarquia iria fazer os possíveis para que o encerramento da Escola do 1.º ciclo do Ensino Básico de Brotas não se concretizasse.