Mais jovem chocalheiro do país optimista com arte chocalheira património da UNESCO

chocalhos

O mais jovem chocalheiro do país, Rui Sim Sim, revela-se otimista e esperançoso que a arte chocalheira seja considerada património Cultural Imaterial pela UNESCO.

Rui aprende o ofício com o seu tio na única oficina que existe em Estremoz. Com 35 anos, ficou desempregado e viu no ofício da família uma possibilidade de futuro há cerca de 8 anos.

Desde criança que está em contato com esta arte e diz conhece-la como ninguém, pelo que está nas mãos deste jovem chocalheiro dar seguimento ao ofício. Rui diz ter muitas ideias de inovação para o objeto ancestral.