Agências do Banif encerram hoje

banifO Banco Banif encerra hoje as agências de Elvas, Portalegre e Montemor, ficando no Alentejo apenas as dependências de Évora e Vendas Novas, sendo que encerram portas 60 balcões a nível nacional.

Os clientes de Montemor irão passar as suas contas para a agência de Évora. Já os funcionários destas agências rescindem os seus contratos com a instituição bancária.

Ao todo são 300 os funcionários que ficam sem emprego.

A iniciativa foi anunciada e os clientes foram informados, através de carta. Nesta correspondência enviada aos clientes pode ler-se que “na sequência de um processo de reorganização interna, que se prende com razões operacionais e de otimização na prestação de serviço aos clientes, informamos que procedemos ao encerramento da agência de Montemor pelo que as contas passarão a ser geridas, a partir de 8 de maio, pela agência de Évora”.

A estratégia do Banif passa por antecipar o processo de reestruturação e até ao final do ano pretende ficar com 226 balcões e 2000 colaboradores. Em 2012, tinha 346 balcões e 2900 colaboradores.

Para este programa de emagrecimento estão destinados 12 milhões de euros, sendo que o Banif estima que os cortes agora anunciados representam uma poupança de 15 milhões de euros/ano.

A antecipação de dois anos nos objectivos definidos pelo banco até 2016 justifica-se pela tentativa de tornar o banco mais rentável, de forma a tornar a atrair novos investidores. Entretanto mantém-se a polémica com a possibilidade da entrada como investidor de uma alegada empresa ligada ao regime da Guiné Equatorial.