GNR: Comando Territorial de Évora homenageia militar falecido em Timor-Leste

gnr_auditorio_hermenegildoA GNR de Évora homenageou hoje um militar daquele destacamento, falecido em 2010 em Timor-Leste. O militar dá nome ao novo auditório do Comando Territorial, que passa agora a designar-se de Auditório Sargento-Ajudante Hermenegildo Marques.

O Sargento-Ajudante Marques iniciou a sua carreira militar em 1983, no Exército, no Regimento de Infantaria de Abrantes. Ingressado na Guarda Fiscal em 1986, ali prestou serviço até à extinção e posterior integração desta Força de Segurança na Guarda Nacional Republicana.

Colocado inicialmente na Escola da Guarda, em Queluz, o Sargento-Ajudante Hermenegildo Marques foi em 1997 colocado no Grupo Territorial de Portimão da então Brigada Territorial n.º 3, acabando por ser colocado em 1998 no Grupo Territorial de Évora, hoje Comando Territorial de Évora. Da sua ficha curricular constam vários louvores do Comandante Geral da GNR e dos Comandantes de Unidade, referências elogiosas e condecorações, de entre as quais se destacam as medalhas de assiduidade de 2 estrelas e comportamento exemplar grau prata.
Na sua área de especialidade, a inativação de explosivos, destacou-se pela competência e seria no exercício dessa mesma especialidade que viria a falecer, quando se deslocava em missão numa operação de alto risco. A 21 de junho do ano 2010, data em que Hermenegildo Marques foi vítima de um acidente de viação que lhe roubaria a vida em Timor-Leste, onde se encontrava ao serviço das Nações Unidas, integrando o Subagrupamento Bravo da GNR.
Após a inauguração do Auditório, realizou-se no local a primeira Reunião de Comandos do ano de 2014, onde estiveram presentes todos os militares com funções de Comando e de Chefia do Comando Territorial de Évora.