IMI sobe em algumas autarquias do Alentejo

IMIAs autarquias de Évora e Borba vão passar a cobrar a taxa máxima de IMI – Imposto Municipal sobre Imóveis em 2014.

Carlos Pinto de Sá, presidente da Câmara Municipal de Évora, justifica o aumento do IMI para os 0,5% como consequência direta do municipio ter aderido ao Programa de Apoio à Economia Local (PAEL).

Estremoz, Vila Viçosa e Alandroal estão entre as autarquias que aumentaram o imposto, embora não à taxa máxima.

Entre os municípios que diminuíram o IMI estão o de Redondo, Reguengos de Monsaraz, e Vendas Novas.

O número de autarquias que fixou a taxa do imposto municipal sobre imóveis ao limite máximo quase duplicou.

No total, contam-se agora 28 concelhos em todo o país em que a conta do IMI de 2014 será calculada com base numa taxa de 0,5%. Entre estes contam-se o de Évora e Borba como as novas entradas no que à região Alentejo diz respeito.