Investimento Angolano “é sucesso” no Alentejo

oleoga1A empresa “Oleoga, Lda” assinalou este sábado, dia 16, o seu 5º aniversário. O largar de azeite totalmente automatizado está Localizada na freguesia de Vila Boim, no concelho de Elvas. Trata-se de uma parceria entre o agricultor alentejano José Garção, Monteiro Kapunga e Vanda Macedo, dois empresários angolanos que decidiram investir no Norte Alentejano.

Em dia de aniversário a nossa reportagem visitou a empresa que recebeu uma comitiva vinda de angola para celebrar a data.

Monteiro Kapunga , um dos empresários angolanos, revela-se satisfeito pelo tabalho desenvolvido. “Estou satisfeito, porque durante todo o período de investimento temos notado o seu progresso. Em três anos a produção triplicou. Vamos avançar para uma segunda fase, que consiste numa área de apoio ao que já existe”.

O empresário elvense, José Garção, está confiante no crecimento da empresa. “Estes cinco anos foram muito positivos. Temos em curso a contrução de uma nave direcionada para o produto acabado, no valor superior a um milhão de euros, numa área de cerca de 4 mil metros quadrados”.oleoga2

Nuno Mocinha, presidente da Câmara Municipal de Elvas,  reconheceu o investimento dos empresários neste projeto. As previsões de produção para este ano estão estimadas em “cinco a seis milhões de quilos de azeitonas”, o que convertido em azeite ascende a cerca de “um milhão de litros”. Noventa por cento da produção é destinada à exportação, não só para Angola, mas também para outros países do continente africano e americano. O lagar tem uma capacidade de laboração diária de 100 toneladas de azeitonas e uma capacidade de produção de 600 mil litros mensais.