Atenção às partículas de origem natural

arFace à previsão da Agência Portuguesa do Ambiente sobre o transporte de partículas naturais com origem em regiões áridas, com contribuição para um aumento das concentrações de partículas em suspensão (PM10) entre 20 a 40 ?gm-3, para o dia 5 de Setembro e podendo manter-se até ao dia 6, nas Regiões do Algarve e Alentejo, é importante ter em conta que as partículas referidas são inaláveis pelo sistema respiratório, podendo ter efeitos adversos na saúde humana, principalmente a nível respiratório.

Assim sendo, a Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo adverte que “é importante que se sigam algumas recomendações. A população em geral deve reduzir dos esforços prolongados; limitar a atividade física ao ar livre evitar a exposição a fatores de risco, tais como fumo do tabaco e contacto com produtos irritantes.

Para crianças, idosos, doentes com problemas respiratórios crónicos, principalmente asma, doentes do foro cardiovascular tendo em conta que estes grupos da população que pela sua vulnerabilidade aos efeitos deste fenómeno, para além de cumprirem as recomendações para a população em geral, devem, o quanto possível, permanecer no interior dos edifícios com as janelas fechadas”.

Os doentes crónicos devem manter os tratamentos médicos em curso; Em caso de agravamento de sintomas contactar a Saúde 24 (808 24 24 24) ou recorrer a um serviço de saúde.