Portugueses assinalam hoje o Dia da Libertação de Impostos

dinheiroOs portugueses estão a partir de hoje “libertos” de impostos, depois de terem trabalhado mais de seis meses apenas para pagarem ao Estado as suas obrigações fiscais.

De acordo com o relatório da organização New Direction – Fundação para a Reforma Europeia revelado no final de maio, o número de dias que os portugueses têm de trabalhar para pagar os seus impostos tem vindo a aumentar nos últimos anos.

Em 2011, os portugueses tiveram de trabalhar até 29 de maio para cumprir as suas obrigações fiscais e, em 2012, até 3 de junho, data em que puderam celebrar o Dia da Libertação de Impostos, dia a partir da qual o rendimento ganho já é para encaixe próprio e não para o Estado.

No contexto europeu, Portugal é, este ano, o 7º país da União Europeia (UE) onde os cidadãos têm de trabalhar menos dias, depois de, em 2012, ter ocupado a 9ª posição entre os 27 Estados-membros.