Alqueva iniciou descargas controladas

alqueva1

A Barragem de Alqueva iniciou esta noite uma operação de descargas controladas através de dois descarregadores, um de meio fundo e um de superfície.

Esta operação visa controlar o volume de água armazenada na albufeira de Alqueva uma vez que o seu nível de enchimento, 151,98, se aproximou da sua cota máxima, 152 metros.

A albufeira da barragem de Alqueva atinge a sua cota máxima aos 152 metros, correspondendo a um armazenamento de 4 150 hm3, podendo atingir a cota 153 se as suas descargas registarem o caudal milenar, isto é, 12 mil m3/segundo.

Nesta altura o débito total da barragem de Alqueva é de 2 400 m3/segundo, correspondendo a 800 m3/segundo das duas centrais hidroelétricas e 1 600 m3/segundo nos dois descarregadores, registando-se neste momento uma tendência para uma ligeira descida do nível de armazenamento.

Em consequência destas descargas, a barragem de Pedrógão, 23 km a jusante de Alqueva, também se encontra a descarregar, situação que leva a um aumento de caudal no rio Guadiana, circunstancia que foi previamente comunicada aos Serviços de Proteção Civil.

A EDIA aconselha que os utilizadores do rio Guadiana ou das suas margens, nomeadamente pescadores e pastores, tenham em atenção este aumento de caudal do rio.

As descargas controladas na barragem de Alqueva irão manter-se apenas durante o tempo necessário ao controlo da cota na sua albufeira.