Agricultura: “É imperativo regar de forma competitiva”, defendem técnicos

REgadioA época de rega 2013 e o uso racional da água na agricultura são temas que preocupam o setor agrícola. 

Fernando Nunes, técnico do Centro Operativo de Tecnologia de Regadio, realçou a importância da racionalização do uso da água e energia pelos agricultores nacionais. 

“Cada vez mais temos de optimizar os custos no regadio.É necessário os agricultores fazerem um uso cada vez mais eficiente da água e energia”. De acordo com este responsável é imperativo “fazer uma rega eficiente e ter equipamentos a funcionarem na sua pontencialidade por forma a reduzir quer a água aplicada quer a energia gasta”. 

Carina Arranja, Federação Nacional de Regantes de Portugal (FENAREG), explicou que os homens que trabalham a terra cada vez mais estão mais sensibilizados para esta matéria.

“Nós sabemos regar melhor e é importante manter os sistemas a regar de forma eficiente”, constatou. 

Relativamente à infra-estrutura de Alqueva, Carina Arranja, defende que “agora existem condições para mudar as culturas de sequeiro para as de regadio e regar de forma competitiva”. 

Uso racional da água e energia no âmbito da técnica do regadio foi tema para sessão de esclarecimento junto dos agricultores alentejanos. A reunião decorreu na associação dos beneficiários do Caia, na cidade de Elvas.