O Padre Alberto Dias Barbosa partiu para a Casa do Pai

Padre_AlbertoAo final da manhã desta sexta-feira, dia 28 de Setembro de 2012, no Lar da Santa Casa da Misericórdia de Montemor-o-Novo, faleceu o Padre Alberto Dias Barbosa, de 91 anos de idade.

O seu corpo está em câmara ardente na igreja do Calvário, em Montemor-o-Novo, onde foi Pároco durante meio século. O funeral está marcado para as 14h30 deste sábado, dia 29 de Setembro de 2012, numa concelebração presidida pelo Arcebispo de Évora, D. José Alves. Depois o funeral seguirá para o cemitério de S. Francisco, em Montemor-o-Novo.

O saudoso sacerdote foi Pároco em Montemor-o-Novo durante quase meio século. Foi também um dos grandes apóstolos da comunicação social na Arquidiocese de Évora, recuperando o título “O Montemorense” no início dos anos 50 do século passado, tendo sido seu director durante 50 anos.

O Padre Alberto Dias Barbosa nasceu a 30 de Maio de 1921, na freguesia de Carvalhosa, concelho de Paços de Ferreira, sendo filho de Joaquim Barbosa e Ana Ferreira Souto Dias.

Foi ordenado de presbítero a 29 de Junho de 1944, por D. Manuel Mendes da Conceição Santos, na Sé de Évora, tendo ficado ao serviço da Diocese de Évora. Celebrou Missa Nova a 16 de Julho de 1944, na igreja paroquial de Carvalho, sua terra natal.

Em Outubro de 1944 foi nomeado prefeito e professor do Seminário de Vila Viçosa.

A 5 de Janeiro de 1950 foi nomeado Pároco da Freguesia de Nossa Senhora da Vila de Montemor-o-Novo, onde permaneceu até se retirar em 1999, continuando, contudo, a viver em Montemor-o-Novo e ajudando na Paróquia, sempre que a saúde o permitia.

Nos anos 80 do século XX, o Padre Alberto assumiu ainda as Paróquias de Lavre, Cortiçadas de Lavre e Foros de Figueira.

Nos últimos anos foi acolhido de braços abertos no Lar da Santa Casa da Misericórdia de Montemor-o-Novo, da qual foi capelão durante várias décadas, continuando a alegrar a todos com o seu sorriso dócil e a sua presença discreta e humilde, recebendo de todos muito carinho e atenção.

A partida para a Casa do Pai do Padre Alberto Dias Barbosa deixa a Arquidiocese de Évora mais pobre, pois foi um grande pastor, sempre fiel, e um apóstolo, sobretudo, na comunicação social, refundando e mantendo “O Montemorense” durante mais de meio século, ao longo do qual conquistou o respeito e admiração de todos.