Pulgas de água são nova atracção do Fluviário Mora

PulgasAguaNa recém inaugurada Sala Saramugo do Fluviário de Mora, a maior atracção são as Dáfnias, ou as pulgas de água (na foto).

São pequenos crustáceos de água, que mal se veêm a olho nú e o seu nome comum decorre da sua natação errática por “saltos” e por terem um corpo parecido com as vulgares pulgas.
 
Deslocam-se com movimentos de um grande par de antenas, vivem sobretudo em águas com pouca movimentação e, sendo preferencialmente filtradores, alimentam-se sobretudo de algas unicelulares e matéria orgânica em suspensão.
 
As pulgas de água são indicadores ambientais pois são sensíveis à poluição, e têm sido usados para testar o impacto de diversas toxinas no meio ambiente.

José Pinto, administrador do Fluviário, apresentou na Rádio Nova Antena a nova atracção e deixou o convite aos ouvintes para visitarem a nova espécie.