José Robalo reage à notícia da RNA sobre urgência da pediatria em Évora

HospitalEvoraO serviço de urgência da pediatria do Hospital do Espírito Santo em Évora está perto da rotura, conforme notícia avançada em 1ª mão pela RNA no passado sábado.

A falta de especialistas e de condições motivou o descontentamento dos médicos que expuseram as queixas numa carta enviada ao Presidente do Conselho de Administração, com o conhecimento do Presidente da ARS Alentejo, do Bastonário da Ordem, do Sindicato Independente e da Federação Nacional dos Médicos.

Entre as queixas apontadas está a falta de condições nas instalações que prestam atendimento a doentes até aos 18 anos e o reduzido número de pediatras para o preenchimento de todos os turnos.

O número insuficiente de profissionais já levou a que se contratassem auxiliares para ajudar na prestação de cuidados, mas mesmo assim é insuficiente.

A equipa de médicos diz estar exausta, trabalhar para além dos limites no número de horas e teme o fecho do próprio serviço de urgência.

A RNA obteve a reação de José Robalo, Presidente da ARS Alentejo, que diz “ter conhecimento do caso”  e está a tentar resolver a situação, em conjunto com a Administração do Hospital, acrescentando que a solução “poderá passar pela alocação de mais médicos ao serviço de urgência, nomeadamente clínicos que estão noutros serviços dentro do Hospital“.

Nos últimos dois anos saíram da equipa de urgência de pediatria 8 profissionais e todas estas preocupações têm sido alvo de várias exposições da atual equipa, que compõe o serviço de urgência da pediatria, ao Conselho de Administração do Hospital.

José Robalo, Presidente da ARS Alentejo reagiu assim à noticia avançada pela Rádio Elvas no passado sábado.

Share on FacebookTweet about this on Twitter