“Ascendência Catalã – Contributo positivo de uma migração” para ver em Évora

FotoExposiçãoÉvora“Ascendência Catalã – Contributo positivo de uma migração” é o nome da exposição da fotógrafa e videasta Maria do Carmo Duque, patente no Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, em Évora.

Abordando a imigração e a presença social e económica Catalã no Alentejo, a mostra centra-se na vila de Azaruja, onde os migrantes se instalaram, em meados do século XIX, e trouxeram o conhecimento da indústria corticeira.

De vila rural, Azaruja transformou-se numa zona agro – industrial, com uma dinâmica socioeconómica própria.

A exposição, acompanhada por poesias de Raquel Gaspar Silva, pretende dar a conhecer e valorizar a particularidade da história da vila de Azaruja como exemplo de migração positiva.

Ficará patente ao público até 17 de fevereiro de 2018, de terça-feira a domingo, das 9h30 às 17h30.

A organização encontra-se a cargo da Direção Regional de Cultura do Alentejo – Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, contando com o apoio do Município de Évora, Junta de Freguesia de S. Bento do Mato e Generalitat de Catalunya, entre outras entidades.

Share on FacebookTweet about this on Twitter