Futebol: U. Montemor empata em Reguengos na 15.ª jornada da Divisão de Elite

c732db05-abae-47e7-bcb2-eacd80993d6e_largeNa tarde deste domingo, 11 de fevereiro, a RNA acompanhou a 15.ª jornada da Divisão de Elite da Associação de Futebol de Évora. Quanto à Liga AFE teve paragem de campeonato esta semana.
Na Elite, já se haviam disputado duas partidas ontem, onde o Monte Trigo recebeu e venceu o Arcoense por 2-1, enquanto o Juventude Évora, em derby eborense, goleou o Canaviais por 6-0.
Após empate com Monte Trigo em casa, o U. Montemor deslocou-se hoje a Reguengos de Monsaraz, onde no Virgílio Durão voltou empatar, desta feita a zero, diante do Atlético Sport Clube. Já o Cabrela viajou até Évora, onde perdeu por 3-0 com o Lusitano de Évora.
Quanto ao At. Reguengos-U. Montemor, a equipa da casa teve sinal mais na primeira parte do jogo, com o União a revelar grandes dificuldades neste desafio. O primeiro golo do jogo esteve à vista para o Atlético, cerca dos 15 minutos da partida, com o União a passar por calafrios. Primeiro num pontapé de Paulo Bento, após perda de bola em zona perigosa na defensiva alvinegra, com Nuno Brás a defender bem e, na jogada seguinte, a bola foi à trave da baliza Unionista. O primeiro pontapé do GUS aconteceu aos 21 minutos, com Adrien a tentar a sua sorte de longe, mas o remate a ir à figura do guardião. Aos 30 minutos, Paulo Pinheiro, a mostrar-se dos mais inconformados, cavalgou no flanco esquerdo, cruzou, mas Rosindo recolheu a bola. Pouco depois, o Atlético cheirou o golo novamente, num pontapé de primeira de José Feio, com a bola a embater com estrondo na trave. Foi uma primeira parte do GUS muito abaixo daquilo que pode fazer, que culminou com um empate a zero, esperando-se que o intervalo fosse bom conselheiro para a formação Montemorense.
A 2.ª parte iniciou sem mexidas em ambas as equipas. O defesa central André Capucho, que treinou limitado e que entrou a cochear no retomar da partida, mostrava dificuldades, tal como Miguel Barrenho, que tinha efetuado teste antes do início do jogo, revelava não estar a 100%. Ainda assim, ambos iriam fazer o jogo por inteiro. O primeiro sinal de perigo, por parte do União, aconteceu aos 53 minutos, num cruzamento de Fábio Neves para o 2.º poste, com Rui Pereira a não chegar a tempo de atirar para a baliza. Aos 55 minutos, surge o primeiro pontapé de canto para a formação forasteira, que apresentava outra postura para a etapa complementar, que se revelava mais dividida. O Reguengos voltava a estar perto do golo, com Paulo Bento a permitir defesa a Nuno Brás. Aos 62 minutos seria o União a tentar marcar, com Adrien a ganhar a bola e a rematar para defesa de Rosindo para canto. Cipriano Madeira faria as primeiras alterações aos 69 minutos, com Capela e Fábinho a renderem Adrien e André Pinto, com o intuito de tentar dar mais velocidade ao jogo do GUS. Simultaneamente, no Atlético entrava Queimado para a saída de Tiago Moleiro. Aos 77 minutos, o Atlético voltaria a mexer, fazendo entrar Miguel Silva para o lugar de Feio. O União iria colocar mais um homem na frente de ataque, com Diogo Cardinhos a render Jean, aos 84 minutos, quando o jogo estava partido e confuso. Aos 87 minutos, Jorge Vicente efetuou ainda uma substituição para o Atlético, com Gomes a render Canete. Nos últimos instantes o União tentou chegar ao golo, contudo, o empate não se desfez. A concluir, pode-se dizer que foi uma 2.ª parte equilibrada, com poucas oportunidades de golo, sendo o empate um resultado que se ajusta a esta partida, sendo de referir que o União deu 45 minutos de avanço, com um primeiro tempo muito fraco por parte da equipa Montemorense.

Resultados:
Divisão de Elite: Monte Trigo 2-1 Arcoense, Juventude Évora 6-0 Canaviais, Perolivense 2-4 Portel, Alcaçovense 1-0 Corval, Redondense 4-1 Sp. Viana, Lusit. Évora 3-0 Cabrela, At. Reguengos 0-0 U. Montemor.