Grupo União Sport já iniciou a sua nova época desportiva

TreinoGUS21-08-2017O Grupo União Sport (GUS) iniciou os treinos da equipa Sénior de futebol de 11 esta segunda-feira, dia 21 de Agosto de 2017, pelas 20.00 horas no Estádio 1º de Maio.

Para já, o clube alvinegro informou que chegou a acordo com os seguintes atletas para a Época Desportiva 2017/2018: André Banha, André Capucho, André Lopes, André Filipe Pinto,  Diogo Cardinhos, Fábio Caeiro, Fábio Capela, Fábio Neves, João Alexandre Coelho, João Pinto, Luís Peixe, Miguel Barrenho, Nuno Brás, Nuno Silva, Paulo Pinheiro, Pedro Catarro, Rui Godinho, Rui Pereira, Rúben Varela e Tiago Dimas.

Destaque para seis caras novas no plantel: André Banha (ex-Lavre), André Pinto (ex-Alfarim),  Diogo Cardinhos (ex-Lusitano), Fábio Caeiro (ex-Arraiolense), João Alexandre Coelho “Xande” (ex-Coruchense) e Rui Godinho “Ganso” (ex-Lavre).

José Setúbal, Vice-Presidente do GUS, considera que “o plantel para esta época está mais equilibrado” e adianta que não ficou satisfeito em relação à classificação do ano passado, um 7.º lugar na Divisão de Elite, referindo que espera “ficar bem acima esta temporada”.

Fábio Neves, o capitão da equipa senior do União, que teve a alegria de ser pai de uma menina – a Maria Clara – não escondeu o contentamento de ser pai. Apesar de ser pai há apenas um dia, Fábio Neves não quis deixar de estar presente no treino e estar com os seus colegas de equipa. O Capitão também nos adiantou as suas expetativas para esta temporada, falando da responsabilidade de envergar uma camisola centenária como é a do GUS.

Cipriano Madeira, o Treinador Principal do GUS, que cumpre a 3.ª época consecutiva no clube, diz que está contente com o plantel, mas que “é preciso haver exigência máxima”.

Para além dos jogadores já apresentados, alguns seniores de primeiro ano, fruto dos escalões de formação do União, estão a treinar-se com a equipa e podem ainda preencher mais o grupo de trabalho.

Para terminar, apenas acrescentar que o jogador do GUS Lino Malhão já foi sujeito a uma intervenção cirúrgica ao braço para debelar de vez a lesão que o atormentava. A intervenção correu bem e agora segue-se um período de recuperação e fisioterapia de, pelo menos, cerca de 2 meses.

Share on FacebookTweet about this on Twitter