Futebol: U. Montemor adia festa do Estrela de Vendas Novas 2-2 (c/Fotos)

estrela v.novas_gusDisputou-se este domingo, 7 de maio de 2017, às 17h00, a 25.ª e penúltima jornada na Divisão de Elite da Associação de Futebol de Évora. Em termos de equipas do concelho de Montemor-o-Novo, houve derby entre equipas do concelho, com Escouralense a receber e vencer o Lavre, por 2-0, com ambas as equipas a lutar pela manutenção.


Já o Grupo União Sport (GUS), num jogo com uma carga emocional forte, deslocou-se ao terreno do 1.º classificado – o Estrela de Vendas Novas. Neste derby distrital, sempre cheio de rivalidade e emoções, caso a formação da casa ganhasse, podia festejar o título de campeão e a subida aos nacionais, contudo, o União, por sua vez, prometeu e cumpriu, ao complicar a vida ao Estrela, empatando a 2 bolas com a equipa da casa.
Os primeiros 15 minutos da partida, que teve casa cheia, foram de domínio da equipa da casa. O Estrela chegaria à vantagem, aos 18 minutos, num extraordinário pontapé de Serginho que, de muito longe, rematou de pé direito, colocando a bola no canto superior esquerdo, sem hipótese para Nuno Brás. Foi sem dúvida um golo de levantar qualquer estádio! Com um Estrela mais expectante após o golo, o União respondeu de forma competente à desvantagem. Aos 30 minutos esteve à vista o empate, com uma má saída de Fábio Rodrigues, mas que teve sorte já que Nuno Silva cabeceou para as mãos do guarda-redes do Vendas Novas. Pouco depois o União teve nova oportunidade, com Fábio Capela a rematar à malha lateral da baliza da equipa da casa. Aos 45 minutos, Fábio Capela fez uma vez mais a diferença, respondendo de forma eloquente a um passe teleguiado, restabelecendo a igualdade, resultado com se chegaria ao intervalo.
A 2.ª parte surgiu com um União desinibido e melhor na partida, e um Estrela a acusar nervosismo e a obrigação de vencer. O União esteve muito perto de marcar com Paulo Pinheiro, na sequência de um canto, a cabecear torto. Paulo Mendes iria mexer na equipa, aos 19 minutos da 2.ª parte, fazendo dupla substituição, entrando Bruno Mendes e Modesto, para o lugar de Fadista e Tony Cabrita. Aos poucos o meio campo da formação forasteira foi acusando cansaço, com algumas pedras em défice físico, aproveitando o Vendas Novas para crescer no jogo.

Mas, aos 70 minutos, no melhor momento do Estrela, o União alcançou a cambalhota no marcador, através de Fábio Capela que fuzila ao segundo poste, após cruzamento de Rui Pereira, marcando o segundo da partida na sua conta pessoal, que já vai com 12 golos esta época. Pouco depois seria o Estrela a estar muito perto da igualdade, com Tiago Dimas a ter um corte precioso. Com o Vendas Novas muito metido na frente, esteve à vista o 1-3, com a linha avançada do União a não aproveitar na mesma jogada, primeiro por Capela e depois por Káio, para matar a partida. Já nos instantes finais do jogo, é caso para dizer que no melhor cano cai a nódoa, pois devido a um erro da defensiva alvinegra, o árbitro marca grande penalidade e mostra o cartão vermelho a Fábio Neves. O Estrela aproveitou para restabelecer a igualdade, com Sérginho a bisar na partida.

Em síntese, o empate pode-se ajustar, mas o União podia ter vencido este jogo, tendo feito uma excelente partida. Neste momento o Estrela de Vendas Novas só depende de si próprio para ser campeão da Elite.

Resultados da 25.ª jornada da Divisão de Elite: Canaviais 4-1 Redondense, Arraiolense 1-1 Alcaçovense, Perolivense 2-4 Juventude Évora, Escouralense 2-0 Lavre, Lusit. Évora 0-2 Monte Trigo, Estrela Vendas Novas 2-2 U. Montemor, Oriolenses 1-1 At. Reguengos.

 

Share on FacebookTweet about this on Twitter