Grávidas de Elvas podem optar entre Portalegre e Badajoz

GravidasA Administração da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) esteve ontem reunida, no Hospital de Santa Luzia em Elvas, com o presidente da câmara municipal.

A reunião fez o ponto de situação no que respeita ao Hospital de Santa Luzia, mas também teve o objectivo de conhecer a actual situação dos protocolos de saúde entre os governos português e espanhol.

“As contas estão a ser equilibradas entre Portugal e Espanha” referiu José Rondão Almeida, à saida da reunião. O autarca mostrou satisfação ao saber que “o protocolo com Espanha se vai manter no sentido em que as situações de emergência possam continuar a ser resolvidas em Espanha”. Rondão Almeida garante: as “grávidas de Elvas e Campo Maior podem continuar  a fazer as suas opções”, entre o Hospital Materno Infantil, em Badajoz, e o Hospital dr. José Maria Grande, em Portalegre.

Ouvir aqui José Rondão Almeida

Nesta reunião, foi ainda dado a conhecer que foram reforçados os recursos humanos da maternidade de Portalegre, onde, de acordo com Rondão Almeida, “foi garantido que, neste momento, se está a prestar um serviço de alta qualidade”.

Os serviços prestados no Hospital de Santa Luzia voltaram hoje à ordem do dia nesta reunião, não estando “no pensamento de nenhum dos responsáveis locais vir a terminar com nenhum dos serviços do hospital”.

A Rádio ELVAS tentou ainda obter declarações junto da presidente da ULSNA, Dorinda Calha, mas a mesma não se mostrou disponível para o fazer.